O povo Ashaninka, da Terra indígena Kampa do Rio Amônia (Apiwtxa), está organizando uma campanha de apoio às comunidades indígenas e extrativistas do Alto Rio Juruá, em Marechal Thaumaturgo, Acre, Brasil.

O objetivo é arrecadar recursos para a compra de kits de suporte para as famílias indígenas e não-indígenas da floresta, para ajudá-las neste período da pandemia da COVID-19.

Os kits trazem alimentos, equipamentos e produtos essenciais para os moradores da floresta tanto para o consumo diário, quanto para o fortalecimento da sua produção local.

A meta é arrecadar

R$ 1.000.000,00

para apoiar 1.800 famílias.

QUERO DOAR

custos operacionais

logística

6%

5%

possíveis imprevistos

5%

84%

kits

COMO SERÁ APLICADO O RECURSO

Os kits trazem produtos para os moradores da floresta tanto para o consumo diário, quanto para o fortalecimento da sua produção local, como ferramentas de plantio e materiais de pesca. Com essa ação, além de aumentar a segurança alimentar da população, estaremos evitando a saída das famílias em viagens à cidade de Marechal Thaumaturgo. Neste pequeno núcleo urbano, no qual já tem mais de 150 casos confirmados, só há um médico e nenhuma estrutura hospitalar adequada. Além disso, a compra dos kits será feita, prioritariamente, nos comércios locais para que haja um aquecimento da economia da região, também extremamente prejudicada com a chegada da pandemia.

Vamos contribuir e ajudar os povos da floresta!

Eles precisam do nosso apoio agora mais do que nunca!

Este apelo é urgente!

Junte-se a nós, apoie essa campanha. Vamos ajudar a quem cuida do nosso planeta. Doe você também para a campanha “Ashaninka pelos Povos da Floresta”!

QUERO DOAR

Marechal Thaumaturgo é um município do Estado do Acre localizado no meio da floresta, na fronteira do Brasil com o Peru. Lá vivem aproximadamente 18 mil pessoas, entre elas indígenas e não indígenas. Os povos indígenas que vivem em Marechal Thaumaturgo são os Kuntanawa, Huni Kuin (também conhecidos como Kashinawa), Jaminawa, Ashaninka e os Apolima-Arara. Além das terras indígenas, o município também abriga a Reserva Extrativista do Alto Juruá e parte do Parque Nacional da Serra do Divisor. Devido à distância dos centros urbanos, a população vive, em sua maioria, do que a floresta produz e se encontra ameaçada pelo vírus COVID-19. O hospital mais próximo para atendimento de pacientes com Covid-19 se encontra a muitas horas de viagem do município e já está operando em sua capacidade máxima. Para ajudar a população de Marechal Thaumaturgo a combater a propagação do vírus e fortalecer seu auto sustento, os Ashaninka da Apiwtxa decidiram criar esta campanha com o apoio de vários parceiros.

A Associação Ashaninka do Rio Amônia – Apiwtxa foi criada em 1993 como uma estratégia para fortalecer a nossa comunidade. Ela funciona como um braço operacional da comunidade para que possamos administrar nossos projetos e nos articular do ponto de vista social e político.É por meio da Associação Apiwtxa que nós, Ashaninka do rio Amônia, executamos nossos projetos, que visam ao bem-estar de nossa comunidade e das comunidades do entorno da nossa terra, como é o caso desta campanha. Além de desenvolver nossos projetos, também trabalhamos em conjunto com parceiros de diversas instituições governamentais e não governamentais, nacionais e internacionais. Junto com esses parceiros analisamos e desenvolvemos estratégias para a recuperação de áreas degradadas, a proteção da biodiversidade, a difusão de técnicas agroflorestais sustentáveis e a difusão cultural.

Fotos:

Ricardo Stuckert

Sérgio Vale

Arison Jardim

Pedro Kuperman

Alice Fortes

Carolina Comandulli

Esta campanha utiliza as soluções da Welight para arrecadar recursos. Uma organização que vai além da tecnologia para acelerar as transformações necessárias para um futuro mais justo e sustentável.

2020 Welight ®